Categorias
Notíciais Voltaço

Fora de casa, Voltaço é derrotado pelo Botafogo-SP, mas segue no G8 da Série C  

Esquadrão de Aço está na quinta colocação, faltando duas rodadas para o final da primeira fase  

Após sete jogos de invencibilidade, entre Série C do Brasileirão e A2 do Campeonato Carioca, O Volta Redonda foi derrotado por 2 a 1 pelo Botafogo-SP na manhã deste domingo, dia 31, no estádio Santa Cruz, pela 17ª rodada da competição nacional.  Matheus Alessandro marcou o gol tricolor.

Apesar do revés, o Voltaço segue no G8 da Série C, independentemente dos demais resultados, faltando agora dois jogos para o final da primeira fase.  

Na próxima rodada, o Esquadrão de Aço recebe o Ferroviário-CE, domingo, dia 7, às 20h30, no estádio Raulino de Oliveira. Mas antes, tem a semifinal da Taça Corcovado, o segundo turno da A2, diante do Olaria, quarta-feira, dia 3, às 14h45, na Rua Bariri.  

O jogo  

O Botafogo iniciou pressionando e abriu o placar no Santa Cruz aos 26 minutos, em uma cobrança de pênalti convertida por Gustavo Xuxa.  

Atrás no placar, o Voltaço se mandou em busca do empate, mas, por duas vezes, parou em Deivity, que fez grandes defesas em chutes de Marcos Júnior e Pedrinho.  

Na volta do intervalo, o goleiro Dida apareceu para fazer grande defesa em chute de Lucas Delgado, evitando o segundo do Botafogo aos quatro minutos. Já aos 23 minutos, o goleiro tricolor nada pôde fazer no chute de Felipe Soutto, que marcou o segundo dos donos da casa.  

O Volta Redonda se mandou em busca do seu primeiro gol e assustou com Thomas Kayck, que, após cruzamento de Pedrinho, cabeceou e a bola passou rente ao travessão. De tanto insistir, o Esquadrão de Aço marcou com Matheus Alessandro, aos 45 minutos. Porém, apesar da pressão nos acréscimos, a reação tricolor parou por aí. Fim de jogo no Santa Cruz: Botafogo-SP 2×0 Volta Redonda.  

 
Campeonato Brasileiro Série C – 17ª rodada  

Botafogo-SP 2×1 Volta Redonda  

(31/07/22 – estádio Santa Cruz – 11h)  

Volta Redonda: Dida; Wellington Silva (Iury), Iran, Thomas Kayck e Luiz Paulo; Bruno Barra (Bruno Gallo), Marcos Júnior (Matheus Alessandro) e Caio Vitor (Mauro Gabriel); Wendson (Igor Bolt), Pedrinho e Rafhael Lucas. Técnico: Rogério Corrêa.  

Gol: Gustavo Xuxa e Felipe Soutto (BOT); Matheus Alessandro (VRE) 

Cartão amarelo: Luiz Paulo