Voltaço empata com o Bangu e reassume liderança do Campeonato Carioca

Alef Manga, de pênalti, marcou o gol do Esquadrão de Aço

O Volta Redonda empatou em 1 a 1 com o Bangu na tarde deste domingo, dia 18, no estádio Moça Bonita. O artilheiro Alef Manga marcou o gol tricolor e Eduardo anotou para os donos da casa.

Com o resultado, o Esquadrão de Aço  reassume a liderança do Campeonato Carioca.

Na última rodada da Taça Guanabara, o Voltaço enfrenta o Flamengo, no estádio do Maracanã.

O jogo

O Volta Redonda iniciou o jogo pressionando e assustou logo no primeiro minuto de jogo com Luciano Naninho, em chute da entrada da área. Os donos da casa responderam com Luiz Araújo  que bateu cruzado e assustou Vinícius Dias.

Após a parada técnica, o Bangu abriu o placar com Eduardo, aos 23 minutos. Sete minutos depois, os donos da casa tiveram a chance de marcar novamente, mas pararam em grande defesa de Vinícius Dias em chute da entrada da área.

Na volta do intervalo, o Esquadrão de Aço iniciou uma pressão em busca do empate, que não demorou a acontecer. Alef Manga recebeu pela direita, invadiu a área, driblou o marcador e foi derrubado. Pênalti, que o camisa 11 bateu forte para igualar o placar aos cinco minutos da segunda etapa.

Com o empate, a partida ficou mais aberta, com as duas equipes buscando o segundo gol. O chute de Luiz Araújo parou em grande defesa de Vinícius Dias.

Já o Voltaço assustou novamente com Alef Manga. O camisa 11 ganhou na velocidade do defensor e bateu cruzado, mas a defesa adversária afastou antes de Marcos Vinícius conseguir finalizar. No final, ficou tudo igual em Moça Bonita: Bangu 1×1 Volta Redonda.

Campeonato Carioca 2021 – 10° rodada da Taça Guanabara

Bangu 1×1 Volta Redonda

(18/04/21 – estádio Moça Bonita – 15h15)

Volta Redonda: Vinícius Dias; Oliveira, Luan Leite, Gabriel Pereira e Luiz Paulo; Bruno Barra, Emerson Jr (Hiroshi) e Luciano Naninho; MV (Caio Vitor), Marcos Vinícius (Gabriel Silva) e Alef Manga. Técnico: Neto Colucci.

Gol: Alef Manga (VRE); Eduardo (BAN)

Cartão amarelo: MV, Marcos Vinícius, Caio Vitor

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *