Wilkson Araujo impacta ao realizar junção do Bets1, patrocinador master do Voltaço, com sistema de Fintech: “Vamos revolucionar o mercado”

BETS1 já havia sido o primeiro portal de apostas no Brasil a fechar um contrato de patrocinador master de um clube brasileiro de futebol.

Atuando há dois anos no mercado das apostas esportivas, Wilkson Araujo, diretor do Bets1 Pro, resolveu usar do nicho, que é bem desbravado em todo o mundo, para inovar e se reinventar diante de novas oportunidades, trazendo à tona recursos que não estão relacionados somente a apostas esportivas.

Pensando sempre em inovação, o diretor, natural de Montes Claros, Minas Gerais, teve a ideia de deixar o seu portal ainda mais completo e atrativo. Com isso, além de transmitir os jogos e competições ao vivo diretamente no bilhete, o Bets1 também implementou, recentemente, um sistema de Fintech, uma das maiores novidades da atualidade.

Para quem não conhece, a Fintech, como o próprio nome diz, é uma junção do termo financeiro e tecnologia, e é um serviço que busca modificar alguns moldes tradicionais de transições financeiras. As fintechs são empresas que redesenham a área de serviços financeiros com processos inteiramente baseados em tecnologia. Como: PicPay, Mercado Pago, Pague seguro, Nubank etc… Com isso, é possível realizar todo tipo de transação que envolva valores sem o uso do dinheiro em seu estado físico.

Além disso, a plataforma permite que os comerciantes possam se cadastrar e receber valores sem taxa alguma, podendo assim vender qualquer produto ou serviço e receber o pagamento em Bets1, assim atendendo comércios que vende de um simples refrigerante, até mesmo comercialização de automóveis, basta ter um perfil validado pelo Portal Bets1.

Eu acredito que isso seja o futuro, e neste molde, acredito que estou chegando primeiro. E desde cedo aprendi que quem chega primeiro, bebe água limpa. Eu sempre fui assim, sempre busquei me reinventar, ser flexível para me destacar e sair à frente em tudo que faço. Nós vamos revolucionar o mercado – disse Wilkson Araujo.

Conhecido por sua forte veia empreendedora, ele buscou não só atingir o mercado da internet, mas também, desbravar outros cenários. Recentemente, ele estampou Bets1 como patrocínio máster do Volta Redonda, clube do Rio de Janeiro, que joga a elite do Campeonato Carioca.

Tendo em vista o sucesso causado, outros clubes, como Sampaio Corrêa também recorreram ao Bets1 que foi seu patrocinador master. Com a novidade, o clube de São Luis do Maranhão conquistou a tão sonhada vaga na série B do Campeonato Brasileiro


Já estamos no mercado a dois anos e sempre inovando. Fomos o primeiro portal de apostas no Brasil a estampar o patrocínio Máster em um time de futebol . Vemos outras, mas em mangas, calção, nunca no espaço destinado ao maior patrocinador, isso é uma exclusividade nossa – pontuou.

Desde o começo dos anos 2000 em São Luis, no Maranhão, o empreendedor tem se destacado por suas vertentes e serviços que costuma oferecer. Além da Padaria São Luis, uma das maiores da região, que também é vista como uma inovação na área, Wilkson é dono de uma empresa de Vende Machine, do ramo de máquinas de venda automática que comercializa itens como lanches, bebidas, acessórios para celulares, perfumes, produtos de consumo e até mesmo máscaras descartáveis de maneira automática, depois que o consumidor inserir dinheiro ou cartão no dispositivo.

Voltaço e Ituano-SP será no Luso Brasileiro

O Volta Redonda FC informa que a partida diante do Ituano-SP nesta segunda-feira, dia 17, às 15h30, a princípio marcada para o estádio do Trabalhador, em Resende, será realizada no estádio Luso Brasileiro, na Ilha do Governador. O horário do jogo está mantido.

A mudança do local é por conta de uma punição que o clube sofreu referente a um copo atirado pela torcida durante a partida contra o Juventude-RS, na Série C do ano passado.

No final da semana passado, já havíamos consultado a CBF se o fato da partida ser sem torcida permitia a realização em Resende. Apesar dela ter confirmado na tabela o estádio do Trabalhador, apenas ontem recebemos a resposta da nossa consulta, nos informando que deveríamos escolher um estádio a mais de 100km de distância para mandar esta partida. Decidimos pelo Luso Brasileiro, que tem um ótimo gramado e tem uma logística fácil também, sem contar que é um local que está na lista de prováveis estádios que gostaríamos de mandar nossos jogos caso precisem ser no Rio – explicou o presidente Flávio Horta.