Nota Oficial – CREMERJ

A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro e os filiados America, Americano, Bangu, Boavista, Cabofriense, Flamengo, Friburguense, Macaé, Madureira, Nova Iguaçu, Portuguesa, Resende, Vasco e Volta Redonda, em apoio aos seus profissionais médicos, estranham a posição do CREMERJ ao fugir de suas atribuições para opinar no que desconhece, investindo-se de competência que não possui, e expedir documento absolutista, caracterizado por conteúdo intimidatório e coator direcionado aos médicos dos clubes para impedir que os mesmos pratiquem o exercício legal de sua profissão.
.
Não cabem retaliações, recalques, frustrações ou ameaças àqueles que não tem nenhum poder se vai ou não haver treino ou jogo, decisão que compete unicamente à direção de cada clube, fato inexplicavelmente olvidado pelo CREMERJ, mas do conhecimento de muitos dos profissionais que dele fazem parte.
.
Em relação ao protocolo denominado Jogo Seguro, elaborado, debatido e finalizado para a fase de treinamentos, por médicos de todos os clubes, com fundamentos e bases científicas, convém ressaltar que não existe impermeabilidade a críticas ou sugestões desde que propositivas e fundamentadas, melhor ainda se revestidas da experiência na matéria por parte de quem as façam.
.
Ratificamos o que vem sendo repetido há muito tempo e por inúmeras vezes de que a volta de partidas oficiais de futebol profissional, em cada município do Estado do Rio de Janeiro, deverá ocorrer a partir do momento em que não houver impedimento legal e de acordo com as diretrizes do protocolo específico ainda não finalizado para essa fase. Sugestões técnicas, científicas, factíveis, coerentes, lógicas, fundamentadas e sem nenhum viés político podem ser encaminhadas até o dia 4 de junho através do e-mail: secretaria@fferj.com.br.

Clássico dos Solidários vende mais de 300 ingressos e arrecada 15 cestas básicas

O Clássico dos Solidários entre Volta Redonda e Resende terminou neste domingo, dia 17, e a solidariedade foi a grande vencedora. Foram vendidos 307 ingressos, 163 para o Resende e 144 para o Voltaço. Com isso, foram arrecadadas 15 cestas básicas, oito para o Resende e sete para o Esquadrão de Aço.

O presidente do Volta Redonda Flávio Horta agradeceu a participação de todos e comemorou o resultado da ação, que irá ajudar muitos trabalhadores da região Sul Fluminense.

Volta Redonda e Resende mostraram que nos momentos difíceis é muito importante somar forças. As duas torcidas estão de parabéns e podem ter certeza que, além das cestas básicas, o dinheiro arrecadado também irá ajudar muitas famílias. Queremos agradecer também a Dataclick pela parceria nesta ação. Como diz o ditado, juntos somos mais fortes! Estamos muito felizes e, com certeza, o Volta Redonda seguirá realizando outras ações para ajudar cada vez mais trabalhadores a enfrentar este momento difícil – destacou.

Voltaço realiza testes para Covid-19 em atletas e funcionários

Equipe enviada pela Ferj realizou 40 testes e 38 deram negativo para Coronavírus   

O Volta Redonda FC realizou na tarde desta quinta-feira, dia 14, testes para detectar a Covid-19, o novo Coronavírus, nos jogadores, membros da comissão técnica e funcionários do Esquadrão de Aço. Ao todo, 40 testes foram realizados por uma equipe médica designada pela Fferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro) que esteve na sede do clube.   

Dos 40 testes realizados, 38 deram negativo para Covid-19 e dois atestaram positivo, sendo um atleta, que, segundo o resultado, já está curado, e um funcionário, que já está em isolamento tomando os devidos cuidados.  O Esquadrão de Aço foi o primeiro clube a receber o processo, que faz parte do protocolo Jogo Seguro, criado pela federação.  


O exame detecta a presença no sangue de anticorpos para o vírus que provoca a doença.

Estamos realizando os testes sorológicos para IgG e IgM para a Covid-19. O teste é realizado através da pulsão digital, onde, com apenas uma gota de sangue, e após dez minutos, o resultado é liberado. Ele detecta a presença no sangue de anticorpos, tanto IgG, quanto IgM, para o vírus que provoca a doença Covid-19. O teste tem uma sensibilidade que chega a 96% – explicou a biomédica Juliana Cortes. 

O presidente do Voltaço Flávio Horta falou sobre a ação e reafirmou que o clube só retornará as atividades após a autorização das autoridades.   

Neste momento delicado que estamos passando, o mais importante é pensarmos na saúde de todos em primeiro lugar. Este teste é importante para a precaução dos nossos funcionários, já que, com eles, conseguimos identificar possíveis contaminações e, assim, zelar pela saúde de todos e seus familiares. Vamos analisar os resultados dos testes e seguiremos respeitando as medidas de segurança, que também estão presentes no nosso protocolo. Volto também a ressaltar que só retornaremos as atividades com a autorização das autoridades – destacou.

Voltaço inicia treinos online a partir desta terça-feira

Seguindo o protocolo desenvolvido pelo clube, atletas farão atividades simultâneas com supervisão da comissão técnica

O Volta Redonda incia, na manhã desta terça-feira, 12, sua rotina de treinamentos online. Seguindo o protocolo desenvolvido pelo clube para a volta do futebol, os atletas farão atividades simultâneas com a supervisão da comissão técnica do Esquadrão de Aço.

Segundo o gerente de futebol do clube, Wilson Leite, a ideia é diminuir a perda de condicionamento físico dos atletas.

Nós já falamos e vamos repetir. Estamos nos preparando para voltar, mas só retornaremos quando as autoridades competentes entenderem que podemos. Mas nem por isso ficaremos parados. Os atletas já estavam fazendo algumas atividades isoladas e, a partir de agora, farão treinamentos simultâneos, mas cada um na sua residência – destacou, salientando a importância do protocolo desenvolvido pelo Voltaço.

Tudo isso faz parte do protocolo que o clube montou. Sabíamos que, no primeiro momento, as instruções e treinamentos seriam dessa maneira (online) e só retornaremos após as autorizações. Isso ninguém no clube abre mão. Mas, assim que permitido, o clube retomará suas atividades dentro do protocolo de segurança que criamos e confiamos muito. Agradecemos a todo empenho da comissão técnica, que, junto com pessoal da fisiologia, está trabalhando muito para que a gente consiga atender um padrão de excelência – afirmou.

Estarão participando das atividades online 26 atletas, sendo 14 formados pela base do Volta Redonda.

Voltaço monta protocolo de segurança para volta aos treinos

Esquadrão de Aço ressalta que retorno só ocorrerá após autorização das entidades de Saúde.   

Aguardando a autorização das autoridades para retornar as atividades, o Volta Redonda montou um protocolo de segurança que deverá ser seguido por todos no retorno aos treinamentos. O documento é baseado no protocolo Jogo Seguro, desenvolvido pela Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro) em parceria com os médicos dos clubes que disputam a Série A do Campeonato Carioca.  

O protocolo do Esquadrão de Aço é específico para o clube e prevê como serão realizadas as etapas desde o acolhimento até a rotina de trabalho. Entre as medidas propostas, estão a definição de vagas específicas para chegadas dos atletas, respeitando o distanciamento; montagem de um corredor de segurança para a chegada, com aferição de temperatura; higienização e desinfecção de todo o Centro de Treinamento e de todo o material utilizado; treinamentos com grupo de trabalhos reduzidos; afastamento temporário das pessoas do grupo de risco; entre outras ações.   

Antes de qualquer coisa, vale ressaltar que estamos falando de uma metodologia de treinos, onde se consegue respeitar o distanciamento, e não de jogos, dos quais o retorno depende de autorizações de órgãos competentes. O protocolo segue à risca as orientações de segurança, claro, adaptando as possibilidades do clube e considerando as restrições impostas pelo governo municipal. Estamos trabalhando para criar um ambiente seguro para todos os envolvidos, jogadores, comissão técnica e funcionários, isso quando tivermos as autorizações para o retorno. Por isso, todas as medidas necessárias ao acolhimento, diagnóstico e execução da rotina de trabalho, deverão ser executadas com o rigor necessário e o comprometimento de todos. Não queremos precipitar, mas, sim, estarmos prontos. O desafio é grande, mas, juntos, vamos vencer – destacou o presidente Flávio Horta.  

O protocolo de segurança do Volta Redonda foi criado com a participação dos integrantes dos departamentos médico, técnico e científico do clube. Para ter acesso ao documento, clique aqui.