Notícia

Voltaço assina contrato profissional com o volante Gabriel Correia

Atleta foi o sexto prata da casa a assinar contrato em 2019

“Consegui o que mais queria na minha vida, que é o meu primeiro contrato profissional!”. Esta foi a frase que o volante Gabriel Correia, de 19 anos, escolheu para definir o momento pelo qual está passando no Volta Redonda. O prata da casa tricolor assinou o seu primeiro contrato profissional nessa terça-feira, dia 7.

Capitão e um dos principais destaques do Volta Redonda na campanha da Copa São Paulo de Futebol Júnior, Gabriel Correa atualmente integra o elenco profissional do Esquadrão de Aço e vem sendo utilizado pelo comandante Toninho Andrade em muitas partidas.

Cheguei no Volta Redonda no meu primeiro ano de juvenil. São seis anos de clube e três Copinhas disputadas. Muitas pessoas falaram que não iria chegar, mas nunca pensei em desistir. Trabalhei bastante e consegui o que mais queria na minha vida, que é o meu primeiro contrato profissional – destacou Gabriel Correia, que também aproveitou o momento para agradecer a diretoria tricolor.

Tenho um sentimento de muita gratidão pelo Volta Redonda, que abriu as portas para mim e me deu totais condições para conseguir realizar o meu maior sonho. Só tenho a agradecer e agora é continuar trabalhando forte para buscar o meu espaço na equipe profissional e conseguir consolidar cada vez mais a minha carreira – completou.

O gerente de futebol Leonardo Dinelli, o Zada, ressaltou que o volante Gabriel Correia não foi o único prata da casa a assinar contrato profissional no ano. Além dele, o goleiro Adne, o meia MT e os atacantes Caio Vitor, Guilherminho e Joarley também firmaram vínculo com o Esquadrão de Aço após o final da Copa São Paulo de futebol Júnior.

Primeiramente, gostaria de dar os parabéns para o Gabriel, que é um jogador que está há muito tempo no clube e tem um futuro promissor. O trabalho nas categorias de base está sendo bem feito, os resultados estão demonstrando isso, e esperamos que mais atletas cheguem à equipe profissional, que, atualmente, conta com mais de cinco jogadores formados na nossa base – pontuou o gerente de futebol Leonardo Dinelli, o Zada.

Leave a Reply